.

.

14 de nov de 2014

Presos



Incomoda muito ver que estamos todos presos em um ciclo interminável de repetição. A humanidade é um filme manjado.

Todos os nossos erros estão catalogados. Já aconteceram antes! Bastaria termos um pouco de conhecimento para evitar as mesmas cascas de banana. Mas estamos ocupados demais com o emprego, o namoro, a novela, o futebol, os problemas... e não queremos parar para nos inteirar de "assuntos chatos". Somos tão burros que não nos damos conta de que a história funciona como uma espécie de bola de cristal que nos mostra as possibilidades do futuro.

As pessoas não conhecem história então acreditam sempre nas mesmas mentiras dos que manipulam a história. Quem tem um pouquinho mais de conhecimento se aflige sobremaneira porque vê o buraco e não consegue evitar que o ônibus no qual viaja caia nele. Sim, porque ele está no ônibus mas é só um passageiro e não decide nada.

Por que a verdade é tão escorregadia?  O que é a história? O que eu sei? O que eu apenas penso que sei? Estou muito enganada? Ou eles estão?

Tudo que está acontecendo já aconteceu. Será que ninguém vê?  Existe alguma coisa mais aflitiva do que isso? Há um desespero da minha parte quando vejo para onde outros foram e vejo para onde estamos indo. E não há freio onde eu possa meter o pé.

Mas será que estou vendo mesmo o que penso que estou vendo? Ou sou mais uma passageira cega pensando que enxerga?  Será que estou repetindo a história justamente no pior sentido?

Se estou onde penso que estou... Se vejo o que penso que vejo... Que droga não poder mudar nada nem abrir os olhos de ninguém! Mas se é tudo uma ilusão? E se sou burra demais para perceber que meus pensamentos não são meus? E se nada mais sou do que a reles integrante de um povo tonto e cego?   

Como é cansativo procurar a verdade!
Postar um comentário