.

.

31 de mar de 2007




Olhe bem essa imagem. Tá com pressa?! Olhe mais um pouco! Isso.
Tá bom, tá bom, agora leia as minhas considerações.
Dá pra notar que isso aí trata-se de uma expresão artística muito antiga.
Para quem ainda não sacou, representa a ressurreição de Jesus Cristo (bãããã!)
Fico imaginando como que a galera daquele tempo imaginava Jesus, os anjos e santos em geral. Pergunto-me: por que desenhavam os personagens tão rígidos, tão sem flexibilidade? Que expressão indefinida em seus rostos! Que magreza! Que troço mal-assombrado!
Pareciam seres hipnotizados por alguma idéia fixa. Pareciam que estavam totalmente em outra, sem se tocar com nada o que acontecia ao seu redor. E sem um pingo de humanidade. Tudo bem que anjos não são humanos mesmo mas sempre os imagino menos esquisitos que isso aí. E essa pose de devoção, convenhamos!
Quanto a Jesus: tudo bem que Deus também não é um ser humano mas quando Ele encarnou tornou-se como um de nós então não deveria parecer assustador. Nós somos assustadores por acaso?
Não precisa responder.
Postar um comentário