.

.

19 de fev de 2008

Grande conselho!


A postagem de hoje não tem nada a ver com Supremo Tribunal ou Suprema Corte. Não é Grande Conselho, mas "graaaande conselho!"
Estou falando mesmo de um anúncio aqui na internet que capturou minha preciosa atenção: "Conquiste bumbum, pernas e barriga perfeitos". Uau!

Claro que a Cristininha, sempre antenada com esses assuntos, digamos, "de saúde", não poderia deixar passar em branco. Cliquei rapidamente no link antes que alguém lá do outro lado tivesse a idéia de retirar o artigo do ar. Vai que "a" responsável pela publicação tenha se arrependido de dividir seu segredo com a gente e se assombrasse com a idéia horrorosa de que, daqui por diante, todas as mulheres do mundo seriam igualmente maravilhosas! Pesadelo! Pois sabendo como são as mulheres cliquei logo no tal link.

Juro que pensei que encontraria dicas salvadoras relacionadas a exercícios físicos milagrosos que, uma vez praticados com perseverança durante 15 anos pelo menos me deixariam gostosona. Ou alguma dieta novíssima... ou milenar. Sim! O segredo de Cleópatra ou algo assim. Mas não. Sabe o que tiveram a ousadia de publicar?
"Quer ter bumbum, pernas e barriga perfeitos, queridinha? Faça plástica!" Claro que não foi exatamente com essas palavras mas juro que aqui está a tradução mais fiel do espírito da coisa. Pelo menos foi assim que meu ego, ressentido, compreendeu. Meu "eguinho" está emburrado até agora.
Gente, isso é uma afronta. Estou acostumada com conselhos sobre exercícios físicos que jamais farei, cremes que jamais comprarei ou, uma vez comprados jamais usarei, ou massagens que apenas anotarei, choques elétricos, tortura, fome, tempestade de granizo ou a fúria dos deusses mas chegar assim de cara e mandar a gente fazer plástica? Pra mim funcionou como pegadinha. Até agora estou com a estranha sensação de que existe uma equipe atrás de mim às gargalhadas. Vou ao terapeuta.

Já pensou se o mesmo conselheiro resolvesse escrever sobre como conquistar um casamento perfeito? "Jogue seu marido pela janela" - ele diria. Ou quem sabe "mande o marido para a zona de rebaixamento e classifique o Ricardão para a final."

Estou contando isso para mexer com seus brios mesmo. Vai ficar aí indiferente? Não vai fazer nada? Numa hora dessas a gente precisa de amigas militantes. Acesse o link abaixo e inflame-se! Confira e proteste contra quem escreveu o artigo-pegadinha. E se você resolver fazer uma passeata, conte comigo! Até porque, como sabemos, passeatas emagrecem.

(http://beleza.terra.com.br/mulher/interna/0,,OI2142274-EI7605,00.html)


Cristina Faraon




Postar um comentário