.

.

15 de jun de 2012

Como acabar de vez com as rebeliões nos presídios




Rebelião? Fácil fácil de resolver...

Certa vez assisti, boquiaberta, a mais uma prova de que muitos dos habitantes dos presídios do Brasíl já deixaram parte da sua humanidade perdida em algum lugar do passado.  Bandidos indignados decaptavam companheiros, exibiam cabeças, arrancavam olhos e clamavam por maconha e celulares - o que nos leva a concluir que prisão é bobagem; castigo mesmo é privá-los dessas duas coisas. 

Eles se parecem com alguma estranha mutação...

Claro que não estou aqui para defender essa tese, mas nesse gancho cheguei à solução de como resolver COMPLETAMENTE o problema das rebeliões nos presídios. 

O que as autoridades fazem quando uma onça foge do zoológico? Matam? Não. Simplesmente dão um tiro com um poderoso calmante na danadinha. Pronto, acabou a valentia!  Simples e eficaz. 

Agora eu pergunto: o quê impede as autoridades de fazerem o mesmo com os bandidos nervosinhos? É só criar armas que metralhem milhares de bolinhas com sonífero. Nem o pior atirador do mundo erraria uma rajada de calmantes na distância de 4 metros em alvos enjaulados.  É só disparar e esperar os valentões caírem um por um. Aí era só desarmar, recolher e isolar. Acabou-se a revolta!

POR QUÊ, AO INVÉS DE FICAREM ATÔNITOS TENTANDO NEGOCIAR COM BANDIDOS, ESSES ILUMINADOS NÃO FAZEM ISSO?  Seria a glória porque nem a galerinha dos Direitos Humanos (normalmente tão sensível ao sofrimento daqueles que nos fazem sofrer) conseguiria arrumar desculpa para ferrar a medida. 

Outra solução: Por quê não jogar nos revoltosos gás sonífero?  Os policiais (ou bombeiros, sei lá) entrariam  nos presídios com trajes especiais, direcionariam suas mangueiras (no bom sentido) contra a bandidagem e jogariam nuvens e nuvens de gás. Os presos cairiam um por um feito mosca. O trabalho seria só de desarmar e recolher "as vítimas da sociede."

Como faço para mandar essas idéias para o Governo? 
Droga de blog sem visibilidade...

Postar um comentário