.

.

10 de set de 2012

Beijos aos chatos

É difícil amar uma pessoa mas não tentar ajudá-la com sugestões. Ver a pessoa amada fazendo besteira ou posando de ridícula é duro, não dá pra ficar calado. O problema é que é muito difícil a pessoa amada perceber nossa atitude como prova de amor.

Quem ama se importa, né? Quem ama não consegue ver um amigo pagando mico ou tomando decisões nocivas. Mas é sofrido dizer a uma amiga: "querida, não seja assim tão vulgar!" Cadê a coragem?

Por essas e por outras é que os adolescentes muitas vezes se apegam mais aos amigos , que aplaudem suas bobagens, do que aos pais, que os adverte.  É uma pena que as coisas sejam assim. Tenho certeza de que as pessoas que mais questionaram minhas atitudes foram aquelas que mais me amaram, pois preferiram correr o risco de me chatearem do que correr o risco de me verem dentro de uma situação perversa.

Então, um beijo a todos os chatos e intrometidos que se importam comigo!
Postar um comentário