.

.

2 de jan de 2013

Castelo


Hoje uma amiga postou essa foto no Facebook. Comentei em seguida, dizendo que isso simplesmente não existe. Só podia ser montagem. 

Não, não tenho comprovação alguma de que não exista, mas a imagem me parece... sem cabimento no mundo real.   (Mas afinal o que sabemos de "mundo real"?)

A verdade é que em nosso universo particular, no recôndito de nossas mentes, temos milhares de imagens como essa e algumas até mais incríveis. Passamos todos os dias por elas sem estranhar nada. Elas estão lá, naturalmente, altaneiras, sem levantar suspeitas. São sonhos, planos, medos, lembranças... coisas que fazem todo o sentido lá dentro, só para nós. Elas integram nosso misterioso mundo interior. 

É impressionante como certas coisas só fazem sentido na nossa cabeça. Quando expostas, mostram-se completamente malucas. 

Se outros vissem como construímos nosso universo, diriam secamente que "isso simplesmente não existe!". Por essas e por outras não devemos dar a conhecer aos outros as imagens do nosso país particular. As pessoas teriam imenso prazer em nos explicar a sua inconsistência. Danem-se as pessoas! Vão dizer que meu castelo não se mantém de pé jamais e que aquilo só existe na minha cabeça. Ora, se existe na minha cabeça, então existe!

Tenho numerosas paisagens como essa e cada uma mais maluca que a outra. Algumas já ruíram, mas e daí? Por muito tempo povoaram meu mundo e só depois de muito tempo é que reparar que aquilo não tinha como existir fora de mim.

Então não exiba "seus lugares".  Pode ser que assim eles continuem pairando serenas e incontestáveis por muito mais tempo.

Postar um comentário