.

.

16 de abr de 2015

Por que Deus não me fez Liv Tyler



Deus não dá asa à cobra. Não que eu seja cobra ou que a Liv  tenha asas.

Dia desses, quando eu era bem novinha, se visse uma mulher tão linda assim sentiria inveja e depois ficaria uns dias com complexo de Benedita da Silva. Isso me leva a pensar que a juventude, com suas tolices, acaba sendo mais dolorosa que a velhice.

A vida funciona da seguinte maneira: juventude tem efeitos colaterais e maturidade tem compensações. E os efeitos colaterais da juventude são ruins demais. Um deles é a cegueira de não nos enxergarmos direito. Quando muito jovens somos incapazes de curtir 100% a maravilha que é o nosso corpo.  Fora a pele de pêssego, ser adolescente é uma boa merda. Sério.

Voltemos à Liv Tyler.   Se no passado eu fosse como ela, iria acabar causando estrago - era isso o que eu queria dizer com esse papo de que minha cabeça é melhor hoje.  Não ia dar certo. Deus tem razão. Acho que eu iria reinar não como uma fada, mas como a rainha má da Branca de Neve. Mas agora sou madura, centrada, lúcida, muito mais em condições de carregar o peso da beleza infinda.

"- Senhor, repense aí a minha formatação, please! Juro que jamais usaria meu poder para prejudicar o próximo. Só faria o bem, desfilando pelo mundo. Não iria me aproveitar de jeito nenhum da lendária subserviência masculina diante da beleza. "

Por que Deus não me fez Liv Tyler?


Assista este vídeo. É ela fazendo pouco de nós
Tem esse também - clique.
Postar um comentário