.

.

16 de nov de 2015

Não me caricaturem


Faz algum tempo que pedi para não me cremarem. Retorno agora com novo pedido: não me caricaturem.

Sou um ser frágil. Não possuo estrutura emocional que aguente o peso de me ver ridicularizada em praça pública.

Toda caricatura é uma cruel ridicularização. Nenhuma beldade escapa, ninguém se mantém incólume.

Caricatura é uma das coisas mais engraçadas e cruéis que se possa fazer contra o próximo. Sim, caricatura é sempre contra, nunca a favor. Ninguém vai dormir de boa depois de passar pelo pincel maligno de um caricaturista.   O ângulo escolhido é sempre o que lhe cai pior.

Não. Já luto horrores com outros dramas íntimos -  reais ou imaginários - para ainda ter que suportar mais isso. Chega.  Mas caso alguém resolva ignorar meus clamores, vingo-me por antecipação ridicularizando o famoso casal acima. Ria deles e esqueça de mim.


Postar um comentário