.

.

12 de out de 2016

Considerações sobre a verdade

Uma das coisas nos seres humanos que mais dá peninha é quando a gente diz que quer a verdade e implora por ela mesmo não temos a menor estrutura para suportá-la. O máximo que a gente aguenta são fragmentos da verdade. Mais que isso é assassinato.

  A verdade dói? Não só dói: mata.  A verdade requer uma tremenda estrutura emocional. Fragmento de verdade é luz. Verdade inteira é explosão.

Às vezes oramos a Deus pedindo que a verdade nos seja revelada. Muitos de nós temos uma mente curiosa só que curiosidade náo é evidência de preparo. Pedimos que ele complete nosso castelo de informações com os tijolinhos que nos faltam. E se ele dissesse que nenhum dos seus tijolos cabem no meu castelo ilusório? Que tudo o que penso ser verdade não passa de construção infantil da minha mente infantil e que um único tijolo dele destruiria todo o meu castelo que levei a vida toda construindo?

A verdade pesa horrores.

Por que Deus fica tantas vezes em silêncio? Porque ele não mente e a verdade, quando náo é dura demais, é complexa demais. Nós não a alcançamos por mais que nos explicasse. E se é para eu não entender, pra que explicar?

"Por que ele não me quer?"  A resposta poderia destruir você. 
Por que ainda não fui aprovado em nenhum concurso?" A verdade pode te lançar num buraco de depressão.

Talvez o caminho para a felicidade e paz de espírito não seja termos nossas perguntas respondidas. Estou convencida de que a felicidade está em não precisarmos de todas as respostas. A paz vem de amar a vida com seus mistérios e seguir em frente sem encasquetar. Se eu fizer as pazes com o silêncio estarei fazendo um pacto com a vida. Porque a verdade toda, completa, sem rodeios, pode não me fazer bem HOJE. Amanhã talvez. Na eternidade com certeza.

Por que Deus não me diz toda a verdade? Talvez não seja por nada disso que eu falei acima. Talvez não seja pela dureza ou crueldade dela mas pela sua complexidade e extensão. Talvez a verdade inteira seja tão grande mas tão grande que não me caiba.  Cada explicação, para sem verdadeira, tem que ser completa e para ser completa traria em si informações demais. Impossível qualquer ser humano seguir o raciocínio. Nem tudo pode ser resumido. Por mais que Deus "zipe"a resposta talvez nem assim ela caiba no meu HDzinho.

Talvez não devêssemos pedir a Deus  toda a verdade. Peçamos somente a verdade possível, a verdade inteligível, a verdade que convém nessa hora e nesse espaço. Ou talvez eu não devesse pedir nada, apenas confiar que ele sabe o que faz e minha parte é ser feliz.

Melhor assim, né? 
Postar um comentário