.

.

10 de jun de 2017

O mundo

Para começar : não existe uma "repressão do mundo contra o corpo imperfeito".  Ninguém tá nem aí se você é gorda ou magra , pelancuda ou sarada. A única pessoa que te reprime , te critica e te odeia do jeito que você é , é você mesma.  Só você tira a  sua própria  liberdade.  Pare de culpar "o mundo" pelos seus complexos. A pessoa se acha uma merda e fica comprando "o mundo". Ninguém te impede de usar biquíni.  Repito: o mundo não  tá nem aí para você. E mesmo que tivesse, porque você deveria se importar?

A mesma coisa acontece com a dona de casa:  ela tem inveja do trabalho do marido,  acha que o que o que ele faz é superior ao que ela faz , se acha um zero à esquerda e por isso quer sair para trabalhar.  O problema não é ela sair para trabalhar . O problema é a falta de autocrítica quando ela diz que faz isso "porque a sociedade não valoriza o seu trabalho".

Quem é "a sociedade"? Quem são essas pessoas tão importantes a ponto de me fazerem mudar todo o rumo da minha vida só para eu ser aplaudida por ela? 

Conversa fiada . Ela é o seu proprii algoz. Ela mesma é que não se valoriza e fica jogando "para a sociedade".   "O mundo" ...   Por  que os aplausos desse antro de pilantragem deveria importar? 

Postar um comentário