.

.

22 de jan de 2013

Ana Paula Arósio - coitada!


Houve uma postagem na qual eu me perguntava, em crise,  "Por quê Deus não me fez Liv Tyler?"  Agora, pensando bem, pergunto-me:  "Por quê Deus não me fez Ana Paula Arósio?" Eu juro que iria me comportar!
Esses dias comprei o box da minissérie Os Maias, da Globo, e revi a mulher mais bonita que eu posso imaginar. Nem Liv Tyler nem Ana Hickman conseguem ser mais lindas.Tá certo, existe a incrível Giani Albertoni... mas ela não "chega lá".

O mundo está cheio de mulheres lindíssimas, mas de uma forma ou de outra todas elas caem dentro da "Caixa de Mulheres Lindas". Poucas mulheres têm uma caixa só pra elas. Pois a Ana Paula tem, e é de cristal.

Pensando bem... coitada! Não é possível que carregar tanta beleza não seja um fardo. É como carregar um mochilão pelo resto da vida.

Pense o que é nunca passar despercebida em lugar algum e viver chamuscada por centenas de olhares arregalados em sua direção. Onde você vai , o povo "OH!"  Vai à farmácia, "OH!"  Na igreja, "OH!"  No supermercado, "OH!"  Vai transar e o cara fica meia hora só no "OH!"    Acho que ela deve adorar os bebês porque só eles não fazem "OHhhh!"   Até bicha faz  "OH!"    Deve ser irritante. Você fala e ninguém escuta direito.  Você chora ou fica com raiva e até assim, ao invés de puxar solidariedade, tudo o que ganha é um irritante "OHhhh"    E o pior é que essa situação deve perdurar pelos próximos quarenta e nove anos e meio.

Não acredito que um homem possa conviver com ela sem se apaixonar. Claro que se eu perguntar nenhum marmanjo admite porque eles todos são muito safos. Vão dizer que ela é lindíssima, que adoraria transar com ela mas se apaixonar? "Também não é assim". Ha ha ha. Tudo mentira. Eu, que nunca fui uma Brastemp, lembro bem o que era desfilar pelo mundo com apenas 21 primaveras.

Impossível não virar súdito daqueles olhos hipnotizantes, daquele sorriso protegido por colunas de cachos negros. E pele alva. E voz profunda. E dentes de lajota vitrificada.


Existem belezas e belezas. A Ana Paula não faz o tipo sensual. Ela está mais para o divino. Sabe aquelas mulheres que o cara tem vergonha de falar palavrão quando está junto? Que fica preocupado com o estado da cueca e com as unhas? Pois é.

Melhor ser amiga dela. Se ela não for com a sua cara, rouba seu homem só pra sacanear.

Aproveito para professar aqui minha fiel amizade à Paulinha.

Embora Ana Paula não seja o tipo "mulher fatal", também está longe de ser assexuada como a Xuxa.   Difícil de explicar, difícil de entender.    Tá certo que eu a percebo apenas como mulher que sou, mas não consigo imaginar a Ana Paula na Play Boy. Ela está mais para Louvre. 

Essa postagem é assim mesmo: despropositada e sem um fecho. Quer dizer, tem um fecho sim:

Deus aloprou.
Postar um comentário