.

.

19 de jan de 2013

Os medos humanos



Os seres humanos são medrosos. Têm medo da morte, do tédio, da solidão, do ostracismo.   Por isso acabam tendo medo da velhice, que supostamente traz tédio, solidão, ostracismo e morte.

Os humanos têm medo da pobreza, medo de se arrepender, medo de amar. Medo de serem ridicularizados. Medo de sonharem inutilmente.

Os coelhinhos, os veados, os esquilos só tem medo do predador, então apenas fogem, sem odiar ou perder o sono.

O pior medo é o medo dos nossos semelhantes.  Ao olharmos na rua o rapaz que vem em nossa direção deveríamos nos sentir confortavelmente acompanhados por uma criatura jovem, cheia de sonhos e boa vontade, mas não: temos mais medo dos rapazes das calçadas do que dos fantasmas dos casarões.

"Os outros" poderiam ser nossa companhia, nosso afago, nossa família e apoio, mas "os outros" são seres ameaçadores, são um verdadeiro pesadelo!   Os bichos da mesma espécie se protegem. Nós humanos, ao contrário, nos oprimimos mutuamente. Os humanos que se unem acabam formando grupos ameaçadores para os outros grupos. O Governo forma outro grupo que domina os demais dominadores e aí a injustiça impera porque cada pequeno imperador quer a sua parcela do sangue dos dominados.

É a Idade das Trevas.
Postar um comentário