.

.

30 de jan de 2013

O que vai e o que fica


Os filhos vão; as estriam ficam.
A juventude vai; as mancadas ficam.
O casamento vai; os bens também vão.
O dinheiro vai; as tranqueiras inúteis ficam.
A gordura vai; mas depois volta.
A ilusão vai; a disposição em se iludir fica.
O mau negócio vai; a experiência fica.
A ofensa vai; a dorzinha fica.
Os políticos vão; os impostos ficam.
Os ideais revolucionários vão; o espaço conquistado fica.
Vão-se os anéis; ficam com dedos fazendo cotoco.
Vai-se a paixão; o feijao-com-arroz fica.
Vai-se a mãe; O Dia das Mães fica, só pra doer.
Vão os amigos; ficam as lembranças
Os "achismos" vão; a primeira impressão fica.
Nós vamos. Não sei o que fica.







Postar um comentário