.

.

4 de mai de 2012

Dor

Estranho, mas sempre que vejo esses documentários de mulheres parindo, dá vontade de chorar. Se não tiver ninguém por perto eu choro mesmo. Não sei dizer se é emoção porque bem lembro que o momento é incrível, divino. Não sei dizer se é agonia. Talvez seja por pena do sofrimento daquela jovem mãe.  Sei o que elas sentem, me solidarizo e acabo revivendo tudo. Ou talvez eu chore apenas por saudade, porque um parto pressupoe tanta coisa que já passou! Então choro, por todos esses motivos ou por mais algum que não percebi. Sou mãe, sou mulher, e até a dor dá saudade.

Postar um comentário