.

.

21 de dez de 2012

E o coração, como vai?

E o coração? Como vai?

Não me refiro ao órgão pulsante que você traz dentro do peito. Refiro-me ao coração como "sede dos sentimentos".  Como ele está? Cheio de amor, disposição para o perdão, caridade, capacitado a "andar a segunda milha" e dar outra chance a quem pisou na bola? Talvez você sinceramente não saiba bem a resposta. Vou te ajudar: você vai ver duas fotos e depois dizer para si mesmo o que sentiu. Daí a gente deduz o resto.

Esse fofinho aí é o pequeno Adolf Hitler.  Imagina você entrar na máquina do tempo, voltar ao passado e ter a oportunidade de carregar esse bebê no colo e cuidar dele...



Outra foto: esse paciente dodoizinho aí da foto é um membro do Ku-Kux-Klan, com uniforme e tudo ("KKK: grupo fanático que perseguia e fazia as maiores atrocidades contra os negros, tipo espancar, queimar, mutilar, chutar, metralhar, humilhar").  Faz de conta que você é um médico negro...


Se todos fossem como você o mundo seria um lugar melhor?
Postar um comentário