.

.

1 de mar de 2013

Era uma vez

Era uma vez o amor

Era uma vez a fecundação

Era uma vez você, pequeno, no colo do mundo. Você não possuia veneno nem garras nem dentes ameaçadores. Nem casca grossa ou capacidade de fugir rapidinho. Você era um lindo zero a esquerda - um zero rosado, fofinho e faminto. Mas tudo deu certo: você sobreviveu.

Era uma vez o mundo dando-se conta da sua existência.

Era uma vez você influenciando o mundo.

Você aprendeu a ler, adquiriu preferências.

Era uma vez eu, passando pelas mesmas etapas e finalmente escrevendo em um blog.

Era uma vez você lendo meu blog.

Era uma vez você e eu, que jamais nos conheceremos.

Postar um comentário