.

.

19 de mai de 2013

A culpa é dele

Sinto o cheiro de flores de enterro. Tenho medo. Acho que meu blog vai morrer.

O começo do fim foi quando iniciei minha jornada curiosa no Facebook. Aqueles passeios desinteressados, sem profundidades, postagens engraçadinhas, verdades misturadas com mentiras, equívocos memoráveis, tudo isso consome tempo. Mas tempo não é o único problema. O problema é o costume

O Face é um pouco pior do que o Twitter por um motivo: no Twitter somos forçados e postar frases curtas mas no Face  somos forçados a encurtar idéias. Não é a mesma coisa. Se escrevemos muito, ninguém lê. Aí começamos a simplificar, encurtar, reduzir. Tudo isso é o exato oposto do que fazemos no blog, que é minudenciar, analisar, expor com calma. No final das contas isso vicia o cérebro e a gente se acostuma a pensar rápida e rasteiramente. Sou uma vítima.

Desconfio de que para eu voltar a escrever como antigamente terei que romper de vez com o Face.

A vida é cheia de escolhas...
Postar um comentário