.

.

19 de jul de 2013

Mulheres desesperadas

Há coisas que me deixam constrangida no universo feminino. Como se não bastasse essa coisa patética de se reduzir a mico de circo em shows  eróticos para entreter homens, ainda temos que testemunhar outras formas de detonação da imagem feminina.

Um exemplo de conduta detonadora de imagem é aquele lance de confundir sensualidade com baixaria. É tentar ser sexy mas errar a conta e cair de quatro na vulgaridade.  Vocês nunca conheceram ninguém que vive mostrando a calcinha "sem querer"? Pois é. Outro exemplo são as mulheres que dão uma de "loja em liquidação" : em uma roda de amigos de vez em quando dão a entender que "são da onda", topam tudo, em todas as posições e sem compromisso.  Pô! Pode até ser verdade, mas precisa anunciar no megafone? Pode também ser só "brincadeirinha" mas os homens registram a como prova incontestável de desespero. Resultado: ou nem chegam perto ou chegam, trocam o óleo e depois caem fora rapidinho.

Detalhe: amigo, por mais amigo que seja, é homem em primeiro lugar. Ele não vai refrescar o julgamento só por causa dos laços de amizade.

Essas e outras atitudes detonam a imagem da mulher.  Não, caras companheiras! Um pouco de orgulho faz muito bem para a pele e para os cabelos. Nesse assunto orgulho funciona como o melhor cosmético do mundo.

Fico incomodada também com a moderna enxurrada de debates sobre a frustração das mulheres. Todo dia vemos artigos, filmes, entrevistas, músicas, tudo sobre isso. Veja como são deprimentes os temas que a mídia espalha:


"Seis dicas para deixar de ser caso e se tornar namorada"
"Como manter seu homem"
"Como agarrar seu homem na cama"
" Ser bonita é essencial?"
"Você está só: e agora?"
"Existe vida depois da separação?" 
"Por quê ele foi embora?"
"Dez atitudes que afugentam os homens."

Isso tudo é pra lá de patético. E os homens só assistindo de camarote e morrendo de rir...


Não estou aqui para engrossar o coro das chorosas nem para defender a macharada.  Não entrarei no mérito da coisa. Só quero frisar que nariz empinado é o melhor cosmético que uma mulher pode adquirir. Não é barato, mas vale a pena.

"Apenas Mais Uma De Amor

Eu gosto tanto de você
Que até prefiro esconder
Deixo assim ficar
Sub-entendido

Como uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer

Eu Acho isso tão bonito
de ser abstrato,baby!
A beleza é mesmo tão fugaz
É uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer

Pode até parecer fraqueza
Pois que seja fraqueza então,
A alegria que me dá
Isso vai sem eu dizer

Se amanhã não for nada disso
Caberá só a mim esquecer
O que eu ganho e o que eu perco
Ninguém precisa saber."


Lulu Santos está certissimo. Orgulho na medida certa é extremamente charmoso.  Não dá é para sermos humilde com uma platéia comprovadamente carniceira.

Todas já cometemos o desatino de acabar falado algo que ninguém precisava saber. Só que aos 25, 35, 40 anos e daí por diante esses erros deixam de ser básicos para se tornarem grosseiros. Salto alto e nariz empinado é a nossa verdadeira vocação. Queridas, nascemos para a glória!

Não digo que devemos morrer sufocadas com uma confissão entalada na garganta. Não. Mas as amigas intimas estão aí pra isso mesmo: para nos aturar porque um dia elas também vão precisar da gente.

Viver não é fácil. Se um dia eu me encontrar nessa situação de fundo do poço da carência, já tenho pronta a oração de emergência:  "Senhor, me ajude a aguentar o tranco sem perder a pose! Amém".
Postar um comentário