.

.

27 de dez de 2013

Cadê o Natal?



Já passou. E esqueci de postar um texto condizente. Mas não tem problema.

Tomara que seu Natal tenha sido desses que a gente lembra pra sempre, do tipo bom demais, que quando a gente vê as fotos fica emocionado.

Se não foi, ainda dá tempo de salvar as festividades caprichando no Ano Novo.

Acho que a avaliação é uma coisa muito boa, mas se for séria demais pode pesar. Se for pra te deixar deprê, não recapitule nada do ano que passou. Jogue tudo na lata de lixo e apenas comece de novo, com a cara mais lépida. Dê uma de João-sem-braço, cara dura, não-é-nem-comigo.

Comemore a entrada do novo ano como se sua vida estivesse sendo passada a limpo sem nenhuma mancadinha para corar. Acho que essa é a melhor dica para essa última festividade do ano: nós nos convencermos de que o que passou, passou e não há mais nada a ser questionado, cobrado ou lamentado. Eu e você somos uns bebezões que estão prestes a  pisar no planeta pela primeira vez agora, em 01/01/2014. Não era isso mesmo tudo o que mais queríamos? Uma segunda chance! Pois ei-la!

Você está recomeçando do zero e quem pode vir lhe contradizer afirmando que não é bem assim? Seu mundo quem faz é você. Então,

Feliz TUDO NOVO!

Postar um comentário