.

.

28 de jan de 2014

Não sou tão má

Que me conhece sabe que não sou muito fã de cães. Acho que maltratar animais é algo intolerável, mas daí a ter um bicho em casa vai uma grande distância. Eu defendo veementemente os direitos dos animais - contem comigo! Desde que eles sejam felizes longe de mim.

Tempos atrás andei postando um texto implicando com a cara de vários bichinhos. Para não dizerem que sou do mal, segue abaixo a lista de uns irracionais que passaram no meu controle de qualidade:


1- O boi. Não parece malvado, pelo contrário: é um churrasco ambulante. Como não gostar dele? Olham para a gente tranquilos, não exigem carinho, não enchem o saco, quase não mugem, não cantam de madrugada... Dá pra ter bois e ser feliz.

2- Ovelha: Ótimas para enfeitar propriedades rurais. Seriam excelentes animais
de estimação. Não sei como ainda não pensaram nisso. Eu preferia mil vezes chegar em sua casa e me deparar com uma ovelha do que com com um cachorro.

3- Golfinhos: gosto. São sorridentes, animados e nos acham o máximo!   Pelo menos é o que aparentam com aquele sorriso constante. Quando enxergam um ser humano parecem exclamar "bem-vindos!"  ou "Que bom que vocês vieram!"  Tomara que não seja falsidade. E eles brincam, fazem gracinhas, são inteligentes. O ideal é que fossem menores, de forma a caberem em nossos aquários, mas tudo bem.

4- Ursos polares: tá certo que bastaria uma arranhada para me fatiar todinha mas não pensemos isso. O fato é que são lindos e sempre tão bem vestidos naqueles casacões de peles! São espaçosos mas por isso mesmo têm o bom senso de morar no Alasca,  não em minha casa. São independentes, reservados, ficam lá no gelo deles e ainda posam para o National Geografic sem frescura.

5- Zebra: muito graciosas. Difícil acreditar que não sejam brinquedos. Sempre quis ter uma criação de zebras. Já fantasiei por dias incontáveis que comprei uma pequena fazenda cuja atração eram as zebras. Muitas. Minha fazenda seria parada obrigatória para os turistas que viessem à cidade. Hordas de estudantes viriam conhecer a Fazenda Zebrinha e comprariam souvenires irresistíveis: de chaveiros a casaquinhos, bolsas, canetas e tênis - tudo listradinho. Zebras são cavalos cheios de estilo.  Ainda vou ter minha própria uma coleção de zebras.

6- Borboletas. Todos gostam de flores. Imaginem flores voadoras! Pois isso são as borboletas. Não fazem barulho, não picam, não ameaçam, não fazem cocô na gente. São leves e ainda decoram nosso ambiente.  Pena que não curtem muito sexo, por isso acabam colocando poucos filhotes no mundo...

7- Passarinhos fora da gaiola: são tipo borboletas, só que mais pesadas. O que se diz de uma borboleta se pode dizer também de um passarinho. O que estraga é a mania de fazer cocô justamente na pintura do nosso carro.

8- Onças, pumas, tigres... felinos de grande porte são o máximo. E sabem colocar banca: um rugido deixa todo mundo de pernas bambas.

9-  Águias: não sei bem por quê, mas acho que elas também têm certa imponência e elegância. Não são tão bem vestidas quanto os felinos e ursos, mas devem ter alguma ascendência nobre porque sabem se portar. E moram bem, ocupando sempre nos "apês" de cobertura.

10 - Iguanas e camaleões: igualzinhos a um monte de gente que conheço: feios de rosto mas bonitos de corpo. Hoje em dia é o que importa. Têm um aspecto meio carnavalesco mas vá lá, um toque de descontração é sempre bem vindo.  Chamam atenção e dão ao ambiente um ar exótico. Todos deveriam ter um coiso desses dentro de casa (menos eu). Ficam ótimos em janelas ou próximo às portas. Evite colocá-los na mesa de centro.
Postar um comentário