.

.

10 de mar de 2014

Mulher

No dia na Mulher um amigo postou o seguinte em minha página:


Ele é ateu e eu, cristã. Completou dizendo: "Se fôssemos seguir a Bíblia, este dia não existia... Feliz dia das mulheres, minha querida Cristina." Na boa. Ele sabe que pode fazer esse tipo de "zoação" comigo porque nosso relacionamento é cordial, somos educados e nos respeitamos. Tudo na boa, realmente. Como o assunto é, para mim, bem interessante, achei que seria legal "eternizá-lo" aqui no blog, porque tudo o que cai no Face é esquecido (eu acho...). O que respondi?

"Querido amigo, obrigada pelas felicitações, mas receio constatar que você não entendeu o espírito desse texto. É preciso saber ler para entender. Nesse texto está registrado um costume de época. Regras sobre amor e justiça são atemporais e podem ser seguidas ao pé da letra. Usos e costumes devem ser visto de outra forma. A mensagem nesse texto é: "mulheres, não adotem atitudes que levem vocês a serem desprezadas. Não sejam inconvenientes nem façam questão de chocar os outros. SEJAM RESPEITÁVEIS AOS OLHOS DA SOCIEDADE ONDE VIVEM e não adotem atitudes que até uma sociedade corrupta como a nossa veja com maus olhos."  A Bíblia é uma livro antigo demais, cheio de registros sobre costumes também antigos que são muito estranhos aos nossos olhos. Entender que temos que seguir costumes de um outro povo e de uma outra época é um equívoco grosseiro. Temos que ficar com a ideia central. Temos que observar o espírito da regra, não a regra em si. Não precisa agradecer pela aula. Rsrsrs

Um outro leitor respondeu:  "Mas se algo é sagrado, deveria ser atemporal..."  E eu re-respondi:

Mas é sagrado. A ideia de respeito ao próximo, a si mesmo e à cultura do povo não mudaram. O ensinamento do texto é atualíssimo. O costume de época, mencionado pelo Apóstolo Paulo, tem o mesmo valor e serventia que a tinta que ele usou para fazer o registro. Se você ler o capítulo todo verá que Paulo esta dando conselho para que as mulheres não escandalizem a sociedade da época, sem intenção de colocá-las abaixo dos homens. Tanto isso é verdade que ele mesmo diz : "No Senhor, todavia, a mulher não é independente do homem, nem o homem independente da mulher. Pois, assim como a mulher proveio do homem, também o homem nasce da mulher. Mas tudo provém de Deus." (1 Coríntios 11:11-12). Em outras palavras: sabemos que homens e mulheres são iguais, mas não quero que as mulheres cristãs queimem o próprio filme para provar isso. Nossa causa é outra, temos mais o que fazer. 

Meu amigo retornou: "De nada. Entretanto, não precisamos da bíblia para chegar a essas conclusões, não acha? Esse é o maior problema dela, permite uma ampla interpretação, ampla até demais, variando de acordo com o interesse de quem lê... rsrsrsrs mas isso é outro história. rsrsrsrs bjs"

E eu, que falo pra caramba, respondi de novo: 

De fato, amigo, as verdades simples são tão óbvias para as pessoas de bem! Mas é só olhar a história da humanidade para notar quem nem sempre o bem parece ser tão óbvio para algumas pessoas. Por isso Bíblia existe, porque ela não é destinada apenas à fatia sensata da população mundial. E é verdade o que você diz a respeito das diversas interpretações. Alguém já disse que a Biblia é a mãe de todas as heresias rsrsrsr    Mas veja:  nossas leis também são reinterpretadas o tempo todo mas nem por isso o conceito de justiça deve ser desprezado ou a organização jurídica do pais deve ser destruída. Não é a justiça ou a Biblia ou as leis que atrapalham, mas a maldade humana.   Detalhe: a Biblia contém muuuuito mais do que um punhado de bons conselhos óbvios. Há muita coisa não óbvia para as mentes mais curiosas. Uma pena que esse livro tão instigante te repugne... Mas tudo bem, me alegro por vc ser um homem de bem. Querendo ou não, crendo ou não, sua opção pelo bem te põe na mira de Deus. Rssrsrsrs



Postar um comentário