.

.

7 de set de 2015

Da paz

E eu aqui considerando com menus botões se é benção ou maldição sermos tão pacatos, pacíficos e com samba no pé.  

Seriamos mais felizes se nos impuséssemos com ferocidade? Seriamos mais respeitados? Teríamos mais direitos reconhecidos? Seriamos mais assistidos pela saúde, segurança, educação? É esse item - ferocidade - que separa os povos bem sucedidos daqueles que nunca tiram o pé do barro? Não sei... Quem Sabe?  

Queria que houvesse uma reviravolta do bem no Brasil. Uma mudança pacífica, sem sangue, apenas com a força do protesto ou do voto ou da lei. Preciso urgentemente de um exemplo prático e próximo a mim que renove minha crença na teoria de que nem tudo se consegue brigando. Preciso renovar minha fé no poder das manifestações pacíficas, do respeito, da reverência. É isso o que quero sim! Se eu perder esse tipo de crença acho que deixarei de ser eu. Por mais que eu reclame, no fundo no fundo até que gosto de mim. Quem me garante que uma mudança nessa área seria mesmo pra melhor?   Alguém me convença de que para vencê-los não precisamos ser como eles. Quero voltar  a acreditar - com fé e força - na mágica das soluções pacíficas. Não quero ficar como eles.
Postar um comentário