.

.

25 de mai de 2016

Pensamentos dispersos


1- Pena de morte?  Eu teria coragem de executá-la? Não. Então acho que seria meio cínico ser a favor para os outros sujarem as mãos.

2- Crime: não existe remédio doce pra essa doença.

3-  Drogas: vítima das drogas são os pais do viciado e todos os que são assaltados todos os dias para sustentar seu vício. O viciado não é vítima, mas réu.

4- Ajudar países em crise? Por que não construir mais colégios e hospitais aqui? Quem não tem pena nem do seu povo não tem pena de mais ninguém. Há algo de podre nesse tipo de caridade.

5- Gravidez na adolescência? Não é falta de informação, é falta de responsabilidade.

6- Homossexualidade:  minha opinião é tão livre quanto a sua genitália.

7- Ser rico: só empolga no primeiro momento. Tudo depois é só medo de perder.

8- Empregada doméstica: profissão mais light do que ser professora ou caixa de supermercado.

9- Falsidade: o falso é alguém que se reconhece péssimo. Ele sabe que é uma pessoa tão sem virtude que para ser aceito tenta parecer ser outra pessoa bem diferente de si.

10- Beleza: é relativa... mas todo mundo sabe descrevê-la muito bem.

11- Pobreza: é herdada, assim como a riqueza. A culpa? Remonta os primórdios.

12- Crime: só existe enquanto compensa.

13- Imposto de Renda: se o Governo consegue controlar a vida de todo mundo para tirar dinheiro, por quê não consegue controlar todo mundo para dar segurança?

14- INSS:  você consegue entrar no site da Receita Federal para alterar seus dados e assim conseguir ganhar todo ano uma bolada de devolução de Imposto? Não? Por quê? Porque eles não deixam. O sistema é seguro. Então porque qualquer mané consegue fraldar o INSS? Porque o melhor da informática só funciona para nos tirar dinheiro mas não funciona para proteger o nosso dinheiro.

15 - Socialismo/comunismo: está para a política assim como o câncer está para a saúde.

16 - Ateísmo: um tipo de daltonismo espiritual. A pessoa simplesmente não percebe.

Postar um comentário